terça-feira, 20 de março de 2012

Romantismo


Introdução

Romantismo, também chamado de Romanticismo, foi um movimento artístico, político e filosófico que se inicia na Europa no final do século XVIII, espalhando-se pelo mundo até o final do século XIX. Caracterizou-se como uma visão de mundo contrária ao racionalismo e ao iluminismo e buscou um nacionalismo que viria a consolidar os estados nacionais na Europa.
Inicialmente apenas uma atitude, um estado de espírito, o Romantismo toma mais tarde a forma de um movimento, e o espírito romântico passa a designar toda uma visão de mundo centrada no indivíduo. Os autores românticos voltaram-se cada vez mais para si mesmos, retratando o drama humano, amores trágicos, ideais utópicos e desejos de escapismo.
O berço do romantismo pode ser considerado três países: Itália, Alemanha e Inglaterra. Porém, na França, o romantismo ganha força como em nenhum outro país e, através dos artistas franceses, os ideais românticos espalham-se pela Europa e pela América.
O Romantismo é a arte do sonho e fantasia. Valoriza as forças criativas do indivíduo e da imaginação popular. Opõe-se à arte equilibrada dos clássicos e baseia-se na inspiração fugaz dos momentos fortes da vida subjetiva: na fé, no sonho, na paixão, na intuição, na saudade, no sentimento da natureza e na força das lendas nacionais.
Muito variada nas suas manifestações, essencialmente ao nível da literatura e das artes plásticas, esta corrente sustentava-se filosoficamente em três pilares: o individualismo – tendência para se libertar de toda a obrigação de solidariedade para pensar só em si, egoísmo –, o subjetivismo – tendência para afirmar a prioridade do subjetivo sobre o objetivo – e a intensidade. Contra a ordem e a rigidez intelectual clássica, os artistas românticos imprimiram maior importância à imaginação, à originalidade e à expressão individual, através das quais poderiam alcançar o sublime e o genial.
Alguns autores neoclássicos já nutriam um sentimento mais tarde dito romântico antes de seu nascimento de fato, sendo assim chamados pré-românticos. Nesta classificação encaixam-se Francisco Goya e Bocage.

As características principais deste período são:
  • Valorização das emoções,
  • Liberdade de criação e de expressão,
  • Amor platônico,
  • Temas religiosos,
  • Tradições populares
  • Individualismo, egocentrismo
  • Nacionalismo e história.
  • Crítica social
 
Arquitetura
          O Romantismo, ligado à recuperação de formas artísticas medievais, acompanhada pelo gosto pelo exótico contido nas culturas orientais, favoreceu a revivência e a mistura de vários estilos, como o românico, o gótico, o bizantino, o chinês ou o árabe. Foi na Inglaterra que se verificaram as primeiras manifestações da arquitetura romântica.

O inglês Horace Walpole tornou-se um dos pioneiros do revivalismo gótico com a construção do palacete Strawberry Hill, no terceiro quartel de setecentos. O neogótico teve como grande impulsionador o filósofo John Ruskin e manifestou-se em inúmeros edifícios ingleses, de entre os quais se destaca o Parlamento de Londres.
Palacio de Westminster
O inglês Horace Walpole tornou-se um dos pioneiros do revivalismo gótico com a construção do palacete Strawberry Hill, no terceiro quartel de setecentos. O neogótico teve como grande impulsionador o filósofo John Ruskin e manifestou-se em inúmeros edifícios ingleses, de entre os quais se destaca o Parlamento de Londres. O gosto oriental marcou formalmente o Pavilhão Real de Brighton, construído em ferro por John Nash.
Mais tarde, e já no continente, surgiu o neobarroco, que teve grande sucesso em França com os trabalhos de Charles Garnier (1825-98), dos quais se destaca a Ópera de Paris.

Paralelamente ao revivalismo estilístico, a arquitetura do século XIX apresentou um outro vasto campo de desenvolvimento, proporcionado pelos novos materiais de construção surgidos com a industrialização, como o ferro e o vidro. Embora a Inglaterra tenha sido pioneira na utilização do ferro para a construção de estruturas arquitetônicas, foi em França que esta tecnologia encontrou uma mais significativa expressão estética.
 

Pavilhão de Brighton
                                                     Ópera de Paris

ARTES PLÁSTICAS

 Nas artes plásticas, o romantismo deixou importantes marcas. Artistas como o espanhol Francisco Goya e o francês Eugène Delacroix são os maiores representantes da pintura desta fase. Estes artistas representavam a natureza, os problemas sociais e urbanos, valorizavam as emoções e os sentimentos em suas obras de arte. Na Alemanha, podemos destacar as obras místicas de Caspar David Friedrich, enquanto na Inglaterra John Constable traçava obras com forte crítica à urbanização e aos problemas gerados pela Revolução Industrial.

Francisco Goya passou a pintar depois de começar a perder a audição. Um quadro de temática neoclássica como Saturno devorando seus filhos, por exemplo, apresenta uma série de emoções para o espectador que o fazem se sentir inseguro e angustiado. Goya cria um jogo de luz-e-sombra, linhas de composição diagonais e pinceladas "grosseiras" de forma a acentuar a situação dramática representada. Apesar de Goya ter sido um acadêmico, o Romantismo somente chegaria à Academia mais tarde.

Liberdade guiando o povo
O francês Eugène Delacroix é considerado um pintor romântico por excelência. Sua tela A Liberdade guiando o povo reúne o vigor e o ideal românticos em uma obra que estrutura-se em um turbilhão de formas. O tema são os revolucionários de 1830 guiados pelo espírito da Liberdade (retratados aqui por uma mulher carregando a bandeira da França). O artista coloca-se metaforicamente como um revolucionário ao se retratar em um personagem da turba, apesar de olhar com uma certa reserva para os acontecimentos (refletindo a influência burguesa no romantismo). Esta é provavelmente a obra romântica mais conhecida.

Mar em tempestade
 A busca pelo exótico, pelo inóspito e pelo selvagem formaria outra característica fundamental do Romantismo. Exaltavam-se as sensações extremas, os paraísos artificiais, a natureza em seu aspecto mais bruto. Lançar-se em "aventuras" ao embarcar em navios com destino aos polos, por exemplo, tornou-se uma forma de inspiração para alguns artistas. O pintor inglês William Turner refletiu este espírito em obras como Mar em tempestade onde o retrato de um fenômeno da Natureza é usado como forma de atingir os sentimentos supracitados.

As obras dos pintores brasileiros buscavam valorizar o nacionalismo, retratando fatos históricos importantes. Desta forma, os artistas contribuíam para a formação de uma identidade nacional. As obras principais deste período são: A Batalha do Avaí de Pedro Américo e A Batalha de Guararapes de Victor Meirelles.

LITERATURA


Foi através da poesia lírica que o romantismo ganhou formato na literatura dos séculos XVIII e XIX. Os poetas românticos usavam e abusavam das metáforas, palavras estrangeiras, frases diretas e comparações. Os principais temas abordados eram: amores platônicos, acontecimentos históricos nacionais, a morte e seus mistérios. As principais obras românticas são: Cantos e Inocência do poeta inglês William Blake, Os Sofrimentos do Jovem Werther e Fausto do alemão Goethe, Baladas Líricas do inglês William Wordsworth e diversas poesias de Lord Byron. Na França, destaca-se Os Miseráveis de Victor Hugo e Os Três Mosqueteiros de Alexandre Dumas.
Literatura romântica brasileira
No Brasil, o Romantismo desenvolveu-se principalmente nos gêneros romance e poesia. O romance estava em ascensão na Europa e não tardou a fazer sucesso também por aqui. Inúmeros jornais e folhetins traziam em suas páginas as belas traduções de romances europeus de cavalaria ou de amores impossíveis. Logo, toda uma gama de jovens escritores brasileiros interessou-se pelo gênero e especializaram-se nesse tipo de literatura.
A poesia brasileira se desenvolveu no Brasil de uma forma muito criativa e rica em temas e imagens, apesar de muitas vezes não passar de mera influência ou cópia de poetas europeus. Podemos dividir toda essa gama de temas em três importantes fases.

1ª Geração - conhecida também como nacionalista ou indianista, pois os escritores desta fase valorizaram muito os temas nacionais, fatos históricos e a vida do índio, que era apresentado como “bom selvagem" e, portanto, o símbolo cultural do Brasil. Destaca-se nesta fase os seguintes escritores: Gonçalves de Magalhães, Gonçalves Dias, Araújo Porto Alegre e Teixeira e Souza.
2ª Geração - conhecida como Mal do século, Byroniana ou fase ultra-romântica. Os escritores desta época retratavam os temas amorosos levados ao extremo e as poesias são marcadas por um profundo pessimismo, valorização da morte, tristeza e uma visão decadente da vida e da sociedade. Muitos escritores deste período morreram ainda jovens. Podemos destacar os seguintes escritores desta fase: Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu e Junqueira Freire.
3ª Geração - conhecida como geração condoreira, poesia social. Textos marcados por crítica social. Castro Alves, o maior representante desta fase, criticou de forma direta a escravidão no poema Navio Negreiro.


MÚSICA

Beethoven
Na música ocorre a valorização da liberdade de expressão, das emoções e a utilização de todos os recursos da orquestra. Os assuntos de cunho popular, folclórico e nacionalista ganham importância nas músicas. As primeiras evidências do romantismo na música aparecem com Beethoven. Suas sinfonias, a partir da terceira, revelam uma música com temática profundamente pessoal e interiorizada, assim como algumas de suas sonatas para piano também, entre as quais é possível citar a Sonata Patética.

Podemos destacar como músicos deste período: Ludwig van Beethoven (suas últimas obras são consideradas românticas), Franz Schubert, Carl Maria von Weber, Felix Mendelssohn, Frédéric Chopin, Robert Schumann, Hector Berlioz, Franz Liszt e Richard Wagner.
Na ópera, os compositores mais notáveis foram Verdi e Wagner. O primeiro procurou escrever óperas, em sua maioria, com conteúdo épico ou patriótico O segundo enfocava histórias mitológicas. Mais tarde na Itália o romantismo na ópera se desenvolveria ainda mais com Puccini.


Música Romântica no Brasil
A emoção, o amor e a liberdade de viver são os valores retratados nas músicas desta fase. O nacionalismo, nosso folclore e assuntos populares servem de inspiração para os músicos. O Guarani de Carlos Gomes é a obra musical de maior importância desta época.

TEATRO

Na dramaturgia o romantismo se manifesta valorizando a religiosidade, o individualismo, o cotidiano, a subjetividade e a obra de William Shakespeare. Os dois dramaturgos mais conhecidos desta época foram Goethe e Friedrich von Schiller. Victor Hugo também merece destaque, pois levou várias inovações ao teatro. Em Portugal, podemos destacar o teatro de Almeida Garrett.
Em 1838, no Brasil, é encenada a primeira tragédia de Gonçalves de Magalhães: Antônio José, ou o Poeta e a Inquisição. Também podemos destacar a peça O Noviço de Martins Pena.


Colocando em prática os conhecimentos adquiridos sobre Romantismo




1 - Marque X nas alternativas corretas:
A ( X  ) A Itália, Alemanha e Inglaterra são considerados o berço do romantismo, porém é na França que ele ganha mais força.
B (   ) - Foi em Portugal que se verificaram as primeiras manifestações da arquitetura romântica.
C (  X  ) - Na arquitetura, o Romantismo favoreceu a revivência e a misturas de várias estilo, como o românico, o gótico, o bizantino, o chinês e o árabe.
D (   ) - São obras literárias do Romantismo: Os Miseráveis, Os Três Mosqueteiros e Cinderela.

2 - Marque V (verdadeiro) ou F (falso).
A ( V  ) Francisco Goya e o francês Eugène Delacroix são os maiores representantes da pintura no Romantismo.
B ( F  ) John Nash tornou-se um dos pioneiros do revivalismo gótico com a construção do palacete Strawberry Hill, no terceiro quartel de setecentos.
C (  F ) Foi através da poesia dramática que o romantismo ganhou formato na literatura dos séculos XVIII e XIX.
D ( V  ) Embora a Inglaterra tenha sido pioneira na utilização do ferro para a construção de estruturas arquitetônicas, foi em França que esta tecnologia encontrou uma mais significativa expressão estética.

3 - O que foi o romantismo?
A - Um movimento artístico, político e filosófico que se inicia na Europa no final do século XVIII. Caracterizou-se como uma visão de mundo contrária ao racionalismo e ao iluminismo.
B - Uma corrente artística do início do século XX aliada à pintura, tendo como uma das características a máxima expressão pictórica.
C - Um movimento que buscavam retratar em suas obras os efeitos da luz do sol sobre a natureza,
D - Foi um movimento cultural europeu, do século XVIII e parte do século XIX, que defende a retomada da arte antiga, especialmente greco-romana.

4 - Das alternativas a seguir qual não se trata de uma característica do Romantismo:
A - Valorização das emoções, amor platônico;
B - Liberdade de criação e de expressão,
C - Crítica social, temas religiosos,
D - geometrização das formas e volumes, renúncia à perspectiva.

5 -As primeiras evidências do romantismo na música apareceram com:
A - Richard Wagner
B - Beethoven
C - Hector Berlioz
D – Frédéric Chopin

6 - “A obra musical de maior importância do romantismo brasileiro, O Guarani é de autoria de:”
A – Carlos Gomes.
B – José de Alencar
C – Victor Hugo.
D – Martins Pena

7 - São consideradas arquiteturas do Romantismo:
A - Igreja de Nossa Senhora da Candelária - RJ
B - O Khan Shatyr. É uma imensa “tenda” transparente no centro da Astana, a nova capital do Cazaquistão.
C – O Parlamento de Londres e o Pavilhão Real de Brighton
D – A Pirâmide de Quéops

8 - Estes artistas são os maiores representantes da pintura no Romantismo:
A - Auguste Renoir, Camile Pissaro.
B - Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.
C - Os Gêmeos Otávio e Gustavo Pandolfo
D - Francisco Goya e Eugène Delacroix.

9 - Sobre a música no Romantismo, qual das alternativas não é correta.
A - Os assuntos de cunho popular, folclórico e nacionalista ganham importância nas músicas.
B - Não houve nenhum destaque ou manifestação importante em relação a música nesse período.
C - As primeiras evidências do romantismo na música aparecem com Beethoven.
D - No Brasil, a emoção, o amor e a liberdade de viver são os valores retratados nas músicas desta fase.

10 - Na dramaturgia o romantismo se manifesta valorizando a religiosidade, o individualismo, o cotidiano, a subjetividade.
São dramaturgos bem conhecidos desta fase:
A - Gorki e Gerhart Hauptmann.
B - O norueguês Henrik Ibsen
C - Goethe e Friedrich von Schiller.
D - Luís Marinho e Nelson Rodrigues

11 - Qual dessas dramaturgias pertence a fase do Romantismo:
A - Casa de Bonecas de Henrik Ibsen.
B - Os Pequenos Burgueses de Gorki.
C - Os Tecelões de Gerhart Hauptmann.
D - O Noviço de Martins Pena.

12 - Na música é uma das obras mais importante do Romantismo brasileiro:
A - O Guarani
B - Odisseia de uma Raça (1953)
C - Floresta do Amazonas (1958)
D - Eu Sei Que Vou Te Amar



Atualizado em 05/ 04/ 2013

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Romantismo
http://www.suapesquisa.com/romantismo/romantismo.htm
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/romantismo/romantismo
http://www.brasilescola.com/literatura/caracteristicas-romantismo.htm

 

3 comentários: