quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Leonardo da Vinci



Vida e obra de um grande artista

            Um dos mais completos artistas renascentistas, Leonardo da Vinci nasceu no dia 15 de abril de 1452, muito provavelmente em uma cidade próxima a Vinci, Anchiano, na Itália, embora alguns pesquisadores acreditem que sua terra natal está situada entre Florença e Pisa, à direita do Rio Arno.
            Seus pais eram o notário – hoje conhecido como tabelião – Messer Piero Fruosino di Antonio da Vinci e Caterina, uma camponesa que pode ter sido uma escrava oriunda do Oriente Médio. Leonardo não tinha um sobrenome no sentido atual; "da Vinci" significa simplesmente "de Vinci": seu nome completo de batismo era "Leonardo di ser Piero da Vinci", que significava "Leonardo, (filho) de (Mes)ser, Piero de Vinci". O próprio Leonardo da Vinci assinava seus trabalhos simplesmente como Leonardo ou Io Leonardo ("Eu, Leonardo"); presume-se que ele não usou o nome do pai por causa do estado ilegítimo. Leonardo era canhoto e escrevia de traz para frente como em um espelho.
            Pouco se sabe da infância de Leonardo. Provavelmente passou os seus primeiros quatro ou cinco anos no vilarejo de Anchiano, e depois do casamento de sua mãe com um lavrador, mudou-se para a casa da família de seu pai então casado com uma jovem de dezesseis anos chamada Albiera di Giovanni Amadori, com a qual Leonardo tinha uma boa relação, a quem chamava de madrinha, em companhia de seu avô, Antonio, e tio, Francesco, em um ambiente campestre e aconchegante, o que é significativo na personalidade de um Leonardo ligado a natureza. Albiera morreu muito cedo sem filhos . A morte do seu avô Antonio a quem muito estimava deu-se logo após em 1468, e Leonardo apesar de ilegítimo continuara filho único no segundo casamento do seu pai Piero, com Francesca di Giuliano Lanfredini; testemunharia a mais dois casamentos deste, até que em 1476, quando viviam em Florença, Piero teve o tão esperado filho legítimo.
            Sua infância transcorreu na esfera rural, o que explica seu apego à Natureza. Ele era um aficionado por cavalos, que no futuro se tornariam alvos de suas pesquisas. Aliás, Leonardo se transformaria no modelo da educação clássica, resgatada no Renascimento, pois dominava amplas áreas do conhecimento: a anatomia, a engenharia, a matemática, a música, a história natural, a arquitetura, a escultura, a pintura, e ainda se revelaria um talentoso inventor.
            Na sua adolescência, Leonardo foi fortemente influenciado por duas grandes personalidades da época, Lourenço de Médici e o grande artista Andrea del Verrocchio.
             Em 1469, com dezessete anos, Leonardo passou a ser aprendiz de um dos mais bem-sucedidos artistas de seu tempo, Andrea di Cione, conhecido como Verrocchio (Olho verdadeiro). O ateliê de Verrocchio estava no centro das correntes intelectuais de Florença, o que garantiu ao jovem Leonardo uma educação nas ciências humanas. Outros pintores famosos que passaram por um aprendizado neste mesmo ateliê foram Ghirlandaio, Perugino, Botticelli e Lorenzo di Credi. Leonardo foi exposto desde cedo a uma vasta gama de técnicas, e teve a oportunidade de aprender desenho técnico, química, metalurgia, mecânica, carpintaria, a trabalhar com materiais como couro e metal, fazer moldes, além das técnicas artísticas de desenho, pintura, escultura e modelagem.

     Boa parte da produção de pinturas do ateliê de Verrocchio era feita por seus funcionários. De acordo com Vasari, Leonardo colaborou com Verrocchio em seu O Batismo de Cristo, pintando o jovem anjo da esquerda, que segura a túnica de Jesus de maneira tão superior ao seu próprio mestre.
            A sua constante busca ela perfeição fez com que Leonardo não concluísse muitas de suas obras. Para ele a pintura era só uma das manifestações do mundo artístico e por isso procurou aperfeiçoar seus conhecimentos do mundo físico. Ele foi o primeiro a estudar o corpo humano em detalhes. A dessecação de cadáveres fez com que entrasse em conflito com a igreja. Foram dele também, os primeiros desenhos anatômicos e serviu como base para os estudos atuais da ciência.
            A arte tornou-se um método de divulgar a ciência. Mas Leonardo não procurou divulgar suas anotações.
            Em 1482 o artista segue para Milão, e nesta cidade trabalha para Ludovico Sforza, atuando como engenheiro militar, estrategista, construtor de armas e, em tempos de paz, engenheiro de águas, escultor e pintor. Da Vinci trabalha quase 20 anos para Ludovico. Neste período, que tem como limite o ano de 1486, ele empreende uma de suas realizações mais conhecidas, A Virgem dos Rochedos, pintura concebida para um altar. Até 1488 ele se dedica à arquitetura, permanecendo no atelier da Catedral de Milão.
            Leonardo, antes de voltar para Florença, realiza sua última obra para Sforza, a clássica A Última Ceia. Em 1500, já de regresso à cidade florentina, ingressa em seu estágio mais produtivo na esfera da pintura, compondo neste período sua criação mais célebre e misteriosa, o retrato da Lisa del Giocondo, cônjuge de Francesco del Giocondo – a famosa Mona Lisa.
            Entre 1507 e 1508, Da Vinci passa algum tempo junto com seus irmãos em Florença, onde organiza a sucessão de seu pai. Depois vive vários anos em Milão, com o título se “Pintor e Engenheiro”, um salário fixo e todas as condições possíveis ara de dedicar às pesquisas científicas.
            De setembro de 1513 a 1516 Leonardo passou a maior parte do seu tempo vivendo no Belvedere, no Vaticano, em Roma, período durante o qual Rafael e Michelangelo também estavam em atividade. Em outubro de 1515, Francisco I da França reconquistou Milão; Leonardo estava presente no encontro entre Francisco I e o Papa Leão X, em 19 de dezembro, ocorrido em Bolonha.
            Foi de Francisco que Leonardo recebeu a encomenda de construir um leão mecânico, que pudesse caminhar para a frente, e abrir seu peito, revelando um ramalhete de lírios.  Em 1516 passou a trabalhar diretamente a serviço de Francisco, e foi-lhe concedido o solar de Clos Lucé, próximo à residência do rei, no Castelo de Amboise. Foi aqui que ele passou os três últimos anos de sua vida, acompanhado por seu amigo e aprendiz, o conde Francesco Melzi, e sustentado por uma boa pensão.
                        Em seus últimos dias, Leonardo teria pedido que um padre lhe fosse trazido, para que se confessasse e recebesse a extrema unção. De acordo com o que pediu em seu testamento, sessenta mendigos seguiram o seu cortejo. Foi enterrado na Capela de Saint-Hubert, no Castelo de Amboise. Melzi foi o principal herdeiro e inventariante, e recebeu, além de todo o dinheiro de Leonardo, todos os seus cadernos, ferramentas, sua biblioteca e seus objetos pessoais. Leonardo também se lembrou de seu antigo pupilo e companheiro, Salai, e de seu criado, Battista di Vilussis; cada um recebeu uma metade das vinhas de Leonardo, sendo que de Salai tornaram-se posses as pinturas que acompanhavam o mestre desde então. Seus irmãos também receberam terras, e sua criada recebeu um manto negro de bom material, com as bordas de pele.

, arquiteto, engenheiro, matemático, fisiólogo, químico, botânico, geólogo, cartógrafo, físico, mecânico, inventor, anatomista, escritor, poeta e músico.


Agora que você já sabe um pouco sobre a vida do artista Leonardo da Vinci, leia as questões a segui e marque a alternativa correta.

1) – Quem foi Leonardo?
A  (    ) – Um dos mais completos artistas contemporâneos.
B  (    ) – Dos artistas da Idade Medieval mais completo. Abrangendo a arte em toda a sua totalidade.
C  (   ) – Foi um dos maiores artista do seu tempo e idealizador do movimento do Impressionismo que revolucionou profundamente a pintura e deu início às grandes tendências da arte do século XX.
D  (  x  ) – Um dos mais completos artistas renascentistas. Para ele a pintura era só uma das manifestações do mundo  artístico.

2) – Leonardo era filho de Messer Piero Fruosino di Antonio da Vinci e Caterina, uma camponesa que pode ter sido uma escrava oriunda do Oriente Médio. Quando e onde ele nasceu?
A  (    ) – nasceu no dia 15 de abril de 1452, em Paris na França mas aos 5 anos foi morar com o pai na Itália.
B  (  x  ) – nasceu no dia 15 de abril de 1452, muito provavelmente em uma cidade próxima a Vinci, Anchiano, na Itália.
C  (    ) – nasceu no dia 15 de maio de 1456, muito provavelmente em uma cidade próxima a Vinci, Anchiano, na Itália.
D  (    ) –  nasceu no dia 12 de maio de 1456, em Paris na França mas aos 5 anos foi morar com o pai na Itália.

3) – Qual das alternativas abaixo não é correta?
A  (    ) – Leonardo era filho de Messer Piero Fruosino di Antonio da Vinci e Caterina, uma camponesa que pode ter sido uma escrava oriunda do Oriente Médio.
B  (    ) – Leonardo não tinha um sobrenome no sentido atual; "da Vinci" significa simplesmente "de Vinci": seu nome completo de batismo era "Leonardo di ser Piero da Vinci", que significava "Leonardo, (filho) de (Mes)ser, Piero de Vinci".
C  (  x  ) – Leonardo não era canhoto e escrevia de traz para frente como em um espelho.
D  (    ) – Leonardo da Vinci assinava seus trabalhos simplesmente como Leonardo ou Io Leonardo ("Eu, Leonardo"); presume-se que ele não usou o nome do pai por causa do estado ilegítimo.

4) – Sua infância transcorreu na esfera rural, o que explica seu apego à Natureza. Leonardo se transformaria no modelo da educação clássica, resgatada no Renascimento.
Quais foram as duas personalidades que influenciaram significativamente na personalidade de Leonardo na adolescência?
A  (  x  ) – Lourenço de Médici e o grande artista Andrea del Verrocchio.
B  (    ) – Ghirlandaio, Perugino e Botticelli
C  (    ) – Lourenço de Médici e Lorenzo di Credi.
D  (    ) – Francisco I e o Papa Leão X.


5) – Leia as alternativas a seguir e marque a única incorreta.
A  (    ) – Em 1469, com dezessete anos, Leonardo passou a ser aprendiz de um dos mais bem-sucedidos artistas de seu tempo, Andrea di Cione, conhecido como Verrocchio (Olho verdadeiro).
B  (    ) – Da Vinci foi o primeiro a estudar o corpo humano em detalhes. A dessecação de cadáveres fez com que entrasse em conflito com a igreja.
C  (  x  ) – Boa parte da produção de pinturas do ateliê de Verrocchio era feita por seus funcionários. De acordo com Vasari, foi Leonardo quem realizou toda a pintura do quadro “O Batismo de Cristo”, assinado por Verrocchio.
D  (    ) – Em 1516 Leonardo serviu a seu último e melhor patrono, o governante da França, o rei Francisco I. Foi-lhe concedido o solar de Clos Lucé, próximo à residência do rei, no Castelo de Amboise. Foi aqui que ele passou os três últimos anos de sua vida, acompanhado por seu amigo e aprendiz, o conde Francesco Melzi, e sustentado por uma boa pensão.

6) – Qual das atividades a seguir Leonardo nunca exerceu?
A  (    ) – matemática
B  (    ) – Arquitetura
C  (  x  ) – Teatro
D  (    ) – Engenharia

7) – Que explicação podemos dar para o fato de Leonardo ter deixado várias obras inacabadas?


8) – Que tipo de contribuição Leonardo teria deixado para a ciência?



9) – Por que podemos dizer que Da Vinci foi o artista mais completo de todos os temos?




10) – Mona Lisa, também conhecida como La Gioconda, é a mais notável e conhecida obra do pintor italiano Leonardo da Vinci.
            Este quadro é provavelmente o retrato mais famoso na história da arte, senão, o quadro mais famoso de todo o mundo. Poucos outros trabalhos de arte são tão controversos, questionados, valiosos, elogiados, comemorados ou reproduzidos.



Veja algumas imagens de releitura feitas a partir dessa obra.


Faça uma releitura da Mona Lisa. Lembre-se, cópia não é releitura.





Fonte: acesso em 22 de janeiro de 2015
http://www.infoescola.com/biografias/leonardo-da-vinci/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Leonardo_da_Vinci
http://profmarcoarte.blogspot.com.br/2009/08/releitura-da-mona-lisa.html
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário